quinta-feira

American Horror Story - Freak Show

0 Comentários :3

American Horror Story é uma série de terror criada por Ryan Murphy, e Freak Show é a sua quarta temporada. E é a primeira temporada que eu acompanho (afinal as outras envolviam espíritos, e eu morro de medo).
Sinopse:
Essa temporada se passa em Júpiter, Florida em 1950, narra a história dos espetáculos e suas aberrações e como a sociedade lida com coisas diferentes. Foca na chegada de um espetáculo novo na cidade, ao mesmo tempo que desvenda a vida de cada personagem.
Personagens:
Jessica Lange - Elsa Mars


Sarah Paulson - Bette e Dot


Kathy Bates - Ethel Darling


Evan Peters - Jimmy Darling


Angela Bassett - Desire Dupree


Emma Roberts - Maggie Esmerelda

Meus comentários:

Bom, eu nunca fui fã de terror, os poucos filmes de terror que assiste foi com muitos amigos em volta e mesmo assim demorava à dormir. Série então? Neeem pensar. Porém, faz tempo que eu queria assistir AHS, devido à tantos prêmios recebidos e por cada temporada ser uma história diferente, tentei assistir a primeira temporada (não aguentei, quem sabe eu volte) e agora com essa Freak Show resolvi ver porque eu não tenho medo de aberrações.

Minha primeira impressão no primeiro episódio foi m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a. Eles conseguiram envolver desde o início, principalmente pelo cenário e pelos primeiros personagens que surgiram. E fiquei apaixonada pelas gêmeas, principalmente pela de gênio ruim ( a Dott).

O que eu gostei e que cada uma tem sua própria personalidade. Outro ponto que me chamou bastante atenção é que a história lida muito com a questão de as pessoas se aceitarem como são ou tentarem se adequar aos gostos dos outros, e ter preconceito com tudo que é diferente. E como lutamos para sermos aceitos com nosso próprio estilo.

(Esse Evan s2)

Agora uma coisa que me intrigou mais que tudo foi o maldito palhaço chamado Twisty:

(satanás?)
Esse palhaço é MUITO agoniante, e as cenas dele são horríveis. E o pior de tudo é que a história dele é baseada na história real de um serial killer nos EUA que se vestia de palhaço (inclusive um dos piores da história). Se vocês quiserem saber mais leiam aqui. Já aviso que a história é pesada.

Enfim, essa temporada promete!

Onde assistir:


-Página do Facebok: American Horror Story Brasil
(onde você pode acompanhar tudo, sobre download e torrent)
ou
- Assistir online no Mega Filmes

terça-feira

[DORAMA] Itazura na Kiss ~ love in Tokyo ~

4 Comentários :3



Olhem eu aqui de novo *-* que saudade de escrever reviews pra cá! Tentei aumentar meu número de doramas finalizados nessas férias, mas acabei começando vários e terminando dois. Vou fazer a review do que foi meu favorito da temporada: Itazura na Kiss ~love in Tokyo~ <3


Sinopse:
Quando se fala em estudos, Kotoko não é a melhor, mas ela se apaixona à primeira vista pelo belo e inteligente Naoki na cerimônia de boas vindas ao ensino médio. Quando estava no terceiro ano, ela escreve para ele uma carta de amor, cria coragem e a entrega para ele... e infelizmente é rejeitada por Naoki. Mas um dia, a casa recém construída de Kotoko é destruída por um meteoro. Durante o período de reconstrução, ela e se pai são convidados a morar na casa de um velho amigo. Acontece que, esse velho amigo é ninguém mais ninguém menos do que o Sr. Irie, pai de Naoki. Apesar de viverem juntos, Naoki é mais desdenhoso do que antes. Mas Kotoko não desiste de conquistá-lo.



Elenco:
Miki Honoka-Aihara Kotoko
Furukawa Yuuki -Irie Naoki
Yamada Yuuki -Ikezawa Kinnosuke
Fujimoto Nanami -Komori Jinko
Yamaya Kasumi -Ishikawa Satomi


Itazura na Kiss ~Love in Tokyo~ é mais um live action do famoso mangá/anime Itazura na Kiss, que já foi adaptado para uma versão japonesa em 1996, taiwanesa em 2005 com duas temporadas e coreana em 2010. Essa versão japonesa de 2013 é a segunda adaptação que assisto e sou muito fã do anime, e por mais que tenha partes que me deixaram estressadíssima, ficou muito bem feito. 
Eu me identifico bastante com a Kotoko (talvez seja um dos motivos do meu amor pela história), já vivi um amor platônico como ela, mas não acabou bonito como na história. Mas isso se amar alguém devido ao fato que essa pessoa te inspira em ser melhor até que é fofo, a parte de stalkear a pessoa também chega a ser divertido se for moderado, sem aquela obsessão toda - nada de viver pra visualizar perfis nem parar sua vida pra vigiar o outro -, mas o que mais me fez admirar ela é que mesmo com todos os obstáculos ela nunca deixou de ama-lo nem teve medo na hora de se declarar mesmo que tenha sido em forma de carta. 


A história em si é apaixonante e essa versão me ganhou no Kin-Chan, o que eu achei que nunca ia acontecer pois achei ele insuportável no anime, na versão coreana e na versão taiwanesa (que eu não terminei ainda ;;). E não fui a única que me rendi aos encantos do garoto exemplo da friendzone em um relacionamento, enquanto debatia sobre o dorama no mydramalist fui vendo que não era loucura querer que a Kotoko terminasse com ele pelo menos nessa versão. O Yamada Yuuki foi incrível no papel, além de todo aquele charme de badboy com cara de neném, ele ganhou a minha simpatia e eu nunca consigo gostar do cara que você já sabe que vai sofrer assim que lê a sinopse. Gostei tanto do ator que já estou atrás de outros doramas dele e espero que faça mais.


A mãe do Irie Naoki como em todas as versões é encantadora, louquinha até dizer chega e não tem como não querer um sogra desse jeito. O pai da Kotoko também me conquistou, sempre transmitia uma tranquilidade e não importa o motivo, presava sempre pela felicidade da filha. Já o pai do Irie me fez passar muita raiva, no começo eu gostava dele mas depois da metade do dorama toda vez que ele aparecia eu já queria que a cena acabasse. E pra finalizar a parte familiar, o irmãozinho do Irie, eu achei que ele ia ser mais irritante mas por incrível que pareça foi um fofo na maioria do dorama e até quando tinha que ser chato era uma gracinha.


Esse dorama tinha tudo pra não ter problema algum, até as adaptações que não tinham no anime foram muito bem encaixadas, mas o que me deu um desanimo foi a reta final. Ninguém gosta de enrolação principalmente quando o assunto é casamento arranjado, o que já é chato por si só não precisava ter sido prolongado por vários episódios. Foi tão irritante que eu cheguei a cogitar um final diferente por que eu achava que não ia ter tempo de mais nada pois a famosa cena do beijo na chuva não tinha acontecido e isso no último episódio. Depois da raiva ter passado eu vi que isso fez tudo ficar mais mágico, o desespero pra saber quando a palhaçada ia acabar me fez até chorar durante o episódio.
Agora minha parte favorita é ver o Irie tendo seu coração de gelo derretido pelo amor e fofura da Kotoko. Meninos mais sérios como ele me encantam porque sempre acho que lá no fundo todos têm um lado amoroso também. Por mais que o Irie estivesse sempre sério, toda vez que ele demonstrava um sentimento eu ficava super alegre. E quando você acha que não tem mais volta ele solta um "Não quero você gostando de ninguém além de mim" seguido de um beijo na chuva e muitas cenas fofas depois dessa.



Mas como um todo eu recomendo esse dorama para os fãs da história e para quem não faz (ou fazia antes de ler a review hahaha) ideia da história. É muito divertida e apaixonante. Gostaria de saber a opinião de vocês depois que assistirem!
Tchau tchau ^^



segunda-feira

Chuunibyou demo Koi ga Shitai! - Anime

0 Comentários :3
Integrante sumida da Staff se apresentando para o serviço~ Haha. Hikari aqui e sem muitas delongas, lhes apresento esse que anime não faz muito tempo que foi completado, e é KyoAni (aka uma fã aqui) então não é tão desconhecido assim mas achei bom vir falar dele, até porque eu fiquei com vontade e fui reassistir recentemente, então mais incentivo pra falar dele.

Dados técnicos

Episódios: 12
Estúdio: Kyoto Animation
Gênero: comédia, drama, vida escolar, romance
Duração: 24 min cada
No ar de 4 de outubro à 20 de dezembro de 2012

Sinopse
Vocês estão familiarizados com a condição chamada "Chuunibyou"? A tendencia é que as crianças sofram disso no fim da oitava série. É uma adorável e ainda sim terrível condição que resulta da própria descoberta que envolve a mistura de uma imaginação muito ativa resultando em um comportamento bem particular o qual todos conhecemos.

Como aquele garoto, que até ontem lia apenas mangás semanais e repentinamente começou a ler livros nas versões originais em inglês. Ou alguém que não fazia ideia do gosto de café, mas ainda sim tenta desenvolver gosto bela bebida tomando puro. E por fim, temos aqueles que acreditam possuir poderes especiais e tornam-se obcecados por assuntos relacionados ao ocultismo em uma noite. [...]

Apenas a lembrança desta condição embaraçosa faz com que a pessoa queira desaparecer da face da Terra.
 - Intro do primeiro episodio.

Pontos positivos

Razão para qual o Yuuta é quase um típico porém não entediante herói.

Já falei isso mas... Kyoto Animation então já sabem a qualidade dos traços e tudo mais. As senas de luta que aparecem são de alta qualidade, mesmo que não apareçam sempre. OST boa também (tanto a OP quanto a ED são lindas musicas pronto falei), além do mais, o dublador do protagonista, o Yuuta, é o Jun Fukuyama, mesmo dublador do Yukio Okumura de Ao no Exorcist e Grell Sutcliff de Kuroshitsuji, dito isso ele fez uma ótima voz pro Yuuta normal e pro Yuuta de quando tinha Chuunibyou, porque nem parece o mesmo - outro personagem interessante que ele dublou com alter ego foi o Rikuo Nura.

Como é uma comédia, você vai rir a todo momento, ou seja, vai te render bons momentos. Até porque, nesse anime temos provavelmente só um personagem que é normal - e não é o Yuuta - sem falar da nossa protagonista que sofre de Chuunibyou. Nada entediante pra quem quiser passar o tempo.


Pontos negativos

Bem, um ponto negativo é que fizeram o anime ser comédia e drama. É, porque... Praticamente dividiram o anime em dois: uma parte de comédia e a outra de drama. Se tivessem tentado colocar ambos ao mesmo tempo ficaria estranho mas ia dar uma impressão melhor do que teve pra mim essas duas partes distintas. Se queriam separar, criava nova temporada caramba. Imagina quem começou a ver porque queria um bom escolar de humor e se viu chorando por causa do drama, como eu.

Outra coisa que não me agradou muito embora pode ser só eu, foi como passaram a ideia de Chuunibyou da Rikka. Com todos os outros não teve um motivo especial, mas pra Rikka era importante e por isso ela tinha que continuar a viver com essa condição - o que foi meio wtf pra mim - mas... Tá, era importante, mas dai não era dela ainda agir ao menos as vezes como de quando ela tinha Chuunibyou mesmo sem não ter? Porque, foi como se a parte dela que era assim parecesse... falsa, é. E quem não concordar, tudo bem, mas é minha opinião filho.

Enfim

De um jeito ou de outro, o que predomina no anime é o humor que nunca se repete demais pra chegar a ser repetitivo, o que já é em si um feito. E cada personagem é marcante ao seu próprio modo, mesmo os secundários, cada um tem suas peculiaridades e diferenças, o que torna as interações deles sempre divertidas - muitas vezes até mais do que o Yuuta e a Rikka se me permitem dizer. Então, bom anime. Embora senti que deveriam ter se decidido se queriam uma comédia ou um drama escolar.

Onde encontrar

Baixar aqui e assistir online aqui.

domingo

Elfen Lied - Anime

4 Comentários :3
Boa madrugada haha! Vim falar de um anime que eu acabei de terminar ELFEN LIED, para quem acompanha aqui sabe que o último anime que eu tinha visto era Mirai Nikki
Sinopse:
Diclonius, a nova evolução humana... mutantes, ditos, escolhidos por Deus para serem os aniquiladores da humanidade. Possuem dois chifres em suas cabeças e uma estranha habilidade similar a telecinese sob formas de braços. Extremamente perigosos e cientes de sua "missão", foram subjulgados pelo governo que os mantém confinados em laboratórios. Lucy é uma Diclonios cuja jovem e bela aparência escondem uma personalidade psicotica e ela, após matar dezenas de guardas, escapa de seu confinamento, porém é alvejada por um tiro na cabeça e cai no mar... Ela éencontrada por Kouta e Yuka na praia, mas com uma personalidade totalmente diferente, infantil e inocente, sem memórias e a única coisa que fala é "nyuu". Os dois levam-na para casa e decidem cuidar dela, batizando-a de Nyuu. Entretanto, parece que a "Lucy" ainda não está morta e nem se esqueceu de seu passado...
(Pequeno exemplo de como o anime é violento rs)
Pontos Altos:
O anime é muito bom, não sei se recomendo para pessoas mais sensíveis porque tem bastante carnificina. Mas a história é criativa, e tem uma temática toda por trás: sobre como o ser humano tem dificuldade em aceitar o que é diferente, fora do padrão e por isso acaba tornando o que é diferente alvo de preconceito e maldade, tornando pessoas que eram inocentes em pessoas sozinhas, sem coração. filosofei.
Outra coisa que eu gostei muito é que tem muita ação no anime, ele cumpre sua função de pancadaria e ao mesmo tempo mistério (uma combinação que é perfeita pra mim).

A opening apesar de sinistra também foi MUITO bem elaborada (exatamente uma coisa meio Deuses de outro mundo e tal) e a música...nossa. Confira:
A abertura também me lembra a Mirai Nikki e Death Note, aliais, parece que quando começa com um olho se abrindo, é sinal de coisas anormais, excelentes histórias e matança né?.

Pontos Baixos:
Praticamente os mesmos de Mirai Nikki (mas isso é uma coisa minha né). Enfim eu odeio personagens bobões, o Kouta.... sinceramente. Tudo bem ele sofreu um grande trauma na infância, mas vamos lá..depois ele fica em frente a tanta matança e age tranquilo demais, vocês não acham? Ele tinha que surtar, tentar fugir, ou até matar alguém! Mas não ele fica o tempo todo "Nyu? Cade você?". HELLO tem uma assassina dormindo no quarto ao seu lado! E a polícia procura uma pessoa ~com chifres~ e você simplesmente finge que isso nunca aconteceu? Wtf. A prima chata dele ( Yuka) NOSSA que guria chata, minha querida:
1. vocês são primos.
2. vocês eram apenas crianças, SUPERA.
3. Você era chata, mimada, e oferecida para caral@#!
E por último achei que alguns pontos da história ficaram bem mal explicados... ainda estou com algumas dúvidas até agora, algumas pessoas falam que o mangá é melhor... mas em relação ao anime, fica uns furos na história. E de vez em quando o "nyuu" da Lucy irritava kkk.

Mas ainda sim vale à pena assistir!
Separadas ao nascer?
Você pode assistir online AQUI. ou baixar AQUI

.Não tem como não ter odiado/chorado com essa garota ://. 

Sem querer dar spoilers... mas quem assistiu até o fim. O que achou do misterioso final? 

Ailee - Music

1 Comentários :3
Quanto tempo não falava de música aqui né? Bem, vim falar de uma cantora que eu gosto bastante que é a Ailee!
Quem é?:
Ailee nasceu em 30 de maio de 1989 e é uma cantora coreana-americana, antes de estourar na fama Ailee começou a postar os vídeos no youtube por acaso para saber o que as pessoas que não a conheciam achavam de sua música (clique aqui para ver o canal do youtube),porque as pessoas que ela conhecia sempre diziam que ela cantava bem então ela quis tirar a prova. Seus vídeos acabaram ficando bem populares.
De onde surgiu?:
A primeira aparição "oficial" foi em Setembro de 2011, ela participou do programa ‘Singer and Trainee,onde foi apresentada por Wheesung. Ailee se apresentou com a canção Halo’ da cantora Beyoncé, recebendo elogios de todos os jurados e ficando em primeiro lugar na votação do programa. Vale à pena conferir ela cantando, eu amo a Beyoncé e ela não ficou muito atrás não viu.
Ailee acabou ganhando o apelido de Beyoncé da Coréia.

Depois lançou o single Heaven, que disparou! Particularmente é uma das minhas músicas prediletas!
            
Ailee se sentiu feliz com o carinho dos fãs e ficou surpresa em como o primeiro single fez tanto sucesso, coisa que ela não esperava. Apesar de cantar por hobby, ela diz ser incapaz de se dar por satisfeita.

Curiosidades:

Em 30 de janeiro de 2012, Ailee fez sua estreia como atriz no drama da KBS ‘Dream High 2’, como uma das integrantes do grupo fictício HershE.

Ailee já esteve aqui no Brasil (Em São Paulo) no Clube Esperia em comemoração aos 50 anos de imigração coreana!

Outra música dela que eu gosto bastante:
            

Outro cover que vale à pena ouvir: